Cervochatos ou Profissionais da Cerveja

No blog do Programa Pão e Cerveja de CBN a Fabiana Arreguy comenta sobre a população de cervochatos que vem se formando no Brasil.

Concordo 100% com a Fabiana, nada mais chato que uma pessoa sentada em uma mes de bar “analisando” a cerveja que só queremos tomar enquanto batemos papo e comemos um petisco (sem harmonizar, PECADO).
Mas precisamos separar o que é o cervochato do profissional.

O cervochato é o que analisa a cerveja sem ser solicitado. Ele poe defeitos na cerveja que o amigo bebe. Ele não vai em um bar com os amigos porque lá não tem “cerveja de verdade”. Ele não come porção de batata frita porque não harmoniza com a stout que ele está tomando.

O profissional da cerveja é, como falei, profissional em avaliação. Ele faz isso no trabalho dele e sem perceber fora do trabalho também. Seja um sommelier avaliando cervejas para montar um jantar harmonizado em um restaurante, ou para propor uma carta de cervejas, seja um mestre cervejeiro avaliando a sua própria produção ou avaliando outras cervejas para identificar sabores e possíveis ingredientes e processos.

O profissional da cerveja é muito parecido com um chef de cozinha. Mesmo sem querer ele avalia a comida e pensa em como ela pode ter sido feita. Ele pensa em harmonizações e em possíveis melhorias.

O profissional da cerveja é parecido com qualquer profissional. Eu sou engenheiro mecânico e trabalho com avaliação de carros. Mesmo fora do trabalho eu avalio todos os carros que dirijo, levantando defeitos e qualidades.
Esse comportamento é inerente a profissão e a paixão por ela.

O que o profissional precisa fazer é tomar muito cuidado para não virar um chato. Saber identificar quando as pessoas em volta estão dispostas a ouvirem as avaliações e as críticas e quando elas só querem jogar conversa fora.

One Response to Cervochatos ou Profissionais da Cerveja

%d blogueiros gostam disto: