Trippel

No último dia 24 de junho brassei em casa minha primeira belgian trippel.

Nesta brassagem fiz uma receita muito próxima da que foi publicada na matéria Tripel Treat da edição de Maio/Junho 2012 da revista Brew Your Own. As únicas mudanças foram a adição de um pouco de malte Cara20 e aveia para ter um pouco de corpo e retenção de espuma.

A receita foi a seguinte para 38l de mosto (calculada para 70% de eficiência):
10.3kg malte pilsen
0.5kg malte cara20
0.5kg aveia em flocos
2kg açúcar refinado (na fervura)
25g de lúpulo galena a 60 minutos da fervura
OG 1081 g/l
25 IBU

Fermentáveis

Grãos moídos

Mostura foi feita da seguinte forma
45 minutos a 60 graus C
30 minutos a 70 graus C
5 minutos a 74 graus C

Neste dia resolvi fazer a recirculação e a lavagem SUUUUUUUPPPPPPPPPEEEEEEEEEERRRRRRRRRRRR devagar. Nunca antes na história deste país eu fiz uma lavagem tão lenta que totalizou cerca de 2 horas para extrair 40l de mosto. O primeiro benefício sentido foi a eficiência de 82% da brassagem (conversão + extração). O segundo foi que levei um mosto super limpo para a fervura.

Para a fermentação resolvi fazer um experimento com diversos fermentos. Fiz isso pois não havia conseguido propagar fermento líquido suficiente para os 36l de mosto pós fervura. Uma semana antes comecei a propagar um vial (vencido) de WLP 530 Abbey. No dia seguinte nada de atividade no starter, portanto joguei mais um vial (vencido) desta vez de WLP 545 Belgian Strong Ale. No dia seguinte o starter já estava mostrando atividade. O primeiro starter foi de 2l de mosto e o segundo BAS (Big Ass Starter) foi de 6l de mosto. Mesmo assim só tinha fermento suficiente para 18l e por isso resolvi fermentar os demais 18l com fermento seco T-58 e S-33 divididos em 3 fermentadores. A fermentação foi iniciada a 17oC por 3 dias e depois a 19oC por 7 dias.

1o starter

BAS

Fiz também alguns vídeos durante a brassagem que estão no YouTube.
Moendo os grãos.
Grãos moídos.
Sangrando a bomba.
Começo da recirculação
Lavagem do mosto

4 Responses to Trippel

  1. Rudolf Mayer disse:

    Olá Linus, depois coloca o resultado desses fermentos! Fiquei de olho no seu erlenmeyer! Aonde vc comprou esse de 6 litros? Tá dificil de achar…..

    abraço

    • Rudolf,
      Pode deixar que vou colocar os resultados sim. O erlenmeyer comprei em um distribuidor de vidraria para laboratórios em Campinas. Na verdade meu pai que é químico comprou para mim.

      abraço

  2. Gabriel (Trovão) disse:

    Muito bom o post! Completaço! (e a Trippel é das minhas preferidas, então muito me interessa). Só um detalhe: o primeiro vídeo postado aí rodou sem áudio por aqui, do primeiro minuto em diante. Além disso, se aceita uma sugestão, preencher as descrições dos vídeos ali direitinho poderia dar mais visibilidade, atrair mais interessados😉.

    Parabéns pelo post e boa sorte aí com a receita!

    • Gabriel, obrigado pelos elogios. Os videos não ficaram muito bons mesmo. Gravei com o celular pela primeira vez e ficou picado e com som ruim. Vou gravar com outro da próxima vez para ver se fica melhor.

      Assim que ficar pronta eu posto os resultados com cada um dos 3 fermentos.

      abraço

%d blogueiros gostam disto: