1a turma do curso de produção caseira

No dia 8 de dezembro de 2012 aconteceu a primeira turma do curso de produção de cerveja caseira ministrado pela Rotenfuss Bier. Podesse diser que foi a turma piloto deste projeto que pretendo decolar em 2013 e para esta turma piloto convidei alguns amigos que sabia serem interessados em aprender o processo cervejeiro.

No curso revisamos os fundamentos teóricos do processo cervejeiro e produzimos uma Russian Imperial Stout baseada na receita da Dr. Piló.

O conteúdo foi:
– Matéria Prima
. água (com degustação de água com baixo teor de Cálcio e alto teor de Cálcio, pH 5.2, pH 6 e pH 8.5)
. malte (com degustação de malte in natura, base, malte de trigo, cristal 20, crista 120, special B, torrado)
. lúpulo (com degustação de lúpulo)
. fermento
– Mostura
. para que serve: Amido/Carbohidratos x Açúcares
. como funciona: Reações químicas, enzimas
. quais são os fatores predominantes: temperatura, pH
. como controlar o processo
– Fervura + Adição de lúpulo
. para que serve
. lúpulo de aroma
. lupulo de sabor
. sub produtos
. resfriamento
– Fermentação
. processo químico
. leveduras
. alguns subprodutos
. controle de processo
– Sanitização

O curso iniciou por volta das 9:30 da manhã e terminou por volta das 16:00. Como produzimos uma RIS que é uma cerveja manhosa de brassar acabei intimidando alguns dos alunos mas espero ter conseguido estimula-los a buscar mais conhecimento e iniciar as próprias produções.

Uma brincadeira que fiz foi uma degustação cega das cervejas abaixo:
– Skol
– Bohemia
– Budweiser
– Bavaria Premium
– Heineken
– Xingu
– Caracu
– Bohemia Escura

No 3o dia da fermentação foi adicionado 750g de açúcar mascavo dissolvido em água e fervido. Ao final da fermentação a cerveja foi dividida em dois lotes de 18l e chips de carvalho embebidos em uísque foram adicionado em um dos lotes.

A degustação da cerveja pronta será marcada para o final do mês de janeiro/2013.

Algumas mudanças que serão implementadas nas próximas turmas são:
– visita na Bamberg antes do início do curso teórico
– produção de uma cerveja com OG mais baixo para não intimidar
– utilização de equipamento piloto de 5L para simplificar o processo
– remoção da degustação cega de cervejas comerciais

Para programação das próximas turmas envie um email para rotenfussbier@gmail.com

DSC_0002

Maltes e água para degustação

DSC_0006

Revisão teórica do processo

DSC_0007

Pensando para responder perguntas cabeludas

DSC_0009

Maltes utilizados

DSC_0010

Equipamento montado para a produção do dia

DSC_0013

Moendo os maltes

DSC_0022

Maltes moídos

DSC_0029

Mexendo o grist

DSC_0033

Iniciando a recirculação com a bomba

DSC_0037

Azeka mexendo o grist

DSC_0039

Uilson mexendo o grist

DSC_0041

Fábio mexendo o grist

DSC_0042

Rodrigo mexendo o grist

DSC_0064

Gláucio mexendo o grist

DSC_0076

Iniciando a extração do mosto

DSC_0078

Iniciando a extração do mosto

DSC_0081

Aluno especial prestando atenção na aula

DSC_0083

Azeka limpando a panela de mostura e separando o malte para produção de pão

DSC_0089

Adição de lúpulo na fervura

DSC_0095

Almoço preparado pelo Uilson

DSC_0098

Mosto resfriado sendo passado para o fermentador

crédito fotos: Rodrigo Tremptow

10 Responses to 1a turma do curso de produção caseira

  1. Fernando Bassani disse:

    Olá, vi o seu post sobre a montagem de um keggle, fiquei com algumas dúvidas… Onde você conseguiu esse fundo falso e esse tubo pescador? gostei também das conexões utilizadas poderia indicar onde conseguir?

    Abraços

    • Fernando o fundo falso comprei na northern brewer, o pescador e conexões comprei na bargain fittings. Infelizmente as duas são nós EUA e nenhuma envia para o Brasil.

  2. Fernando Bassani disse:

    Obrigado pela rápida resposta. é uma pena mesmo, gostei muito do seu equipamento.

    Abração

  3. bodebrown disse:

    Parabens pelo feito! Muito show!!! Força e avante!

    Uma perguntinha, pq colocou 750gr e de açúcar Mascavo no 3o dia? Tb qual foi o % em mascavo nesta receita? Quantos litros etc…

    Saudações Samuel Bodebrown

    Enviado via iPhone

    • Samuel, coloquei no 3o sua por medo do fermento viciar na sacarose e não atenuar tudo hehe isso por causa da minha má experiência com 2kg de açúcar na tripel. Esses 750g nos 36l de cerveja correspondeu a 4% dos fermentáveis.

      Abraço

  4. Gabriel (Trovão) disse:

    Legal! Só podia ter dado mais detalhes dos resultados da degustação cega, hehehe… e detalhes do curso, quando tiver!

    • Gabriel, boa idéia sobre comentar os resultados da degustação. Acho que vou fazer um post separado. Sobre a programação dos cursos, assim que montar um calendário eu posto também. Quero montar o equipamento de 5L primeiro, testa-lo antes para montar a agenda.

  5. Glaucio disse:

    Fui aluno da primeira turma e posso dizer que foi excepcional!! Eu tinha muito pouco conhecimento de fabricação de cerveja (já tinha lido na internet, fiz algumas visitas em fabricas, etc..) e com o curso tive a oportunidade de ver uma fabricação artesanal de primeira… O nosso amigo tutor manja muito!!! Entende de cada etapa nos detalhes. Isso foi muito importante pra realmente ver como a fabricação de cerveja é uma arte, muito mais do que seguir uma simples receita, devido ao número de variáveis que envolve. Não que não seja possível fazer cerveja boa seguindo uma receita, mas os detalhes realmente envolvem estudo e dedicação (palavras do tutor). Que venha a degustação!!! Hahaha!!! Abraço!!!

%d blogueiros gostam disto: