Montando a panelinha

Depois de divulgar bastante a possibilidade de fazer cerveja em panelas de 5l as dúvidas começaram a aparecer sobre como montar o kit para produção de cervejas. Como disse no texto sobre o assunto são necessários:
– espagueteira de 7.5l (modelo sugerido Batiki ZY04)
– registro de esfera de 3/8” + engate para mangueira + porca + aruela + vedação
– bomba de aquário
– mangueiras atóxicas (o diâmetro depende do engate usado na válvula e a bomba)
– saco de voil para facilitar a clarificação do mosto

O primeiro passo é furar a espagueteira para a instalação do registro de esfera.

image

image

O segundo passo é importante é adaptar a bomba de aquário pois estas são feitas para trabalhar em imersão e se usadas deste moto irão derreter no primeiro uso. Para isso é preciso selar a entrada de água da bomba e adaptar um conexão para a mangueira de entrada.

image

O saco de voil pode ser comprado pronto na WE ou na Lamas BrewStore ou pode ser costurado em casa.

Além disso serão necessários:
– balança digital com precisão de 1g
– termometro de espeto analógico ou digital
– densímetro com proveta ou refratômetro
– mangueira atóxica de 3/8 para transferências

Alguns itens opcionais são:
– chiller de cobre
– balde alimentício de 5l para fermentação
– air lock
– mini auto syphon para transferências por sifonamento

Opcionais pois existem alternativas.

O resfriamento pode ser feitos por imersão da panela (devidamente tampada e selada) em banho de água com gelo.

O balde alimentício pode ser substituído por garrafa de água mineral de 5 ou 6l, garrafão de vinho de vidro, etc.

O air lock pode ser substituído por uma mangueira colocada em um recipiente com água.

O mini auto syphon pode ser substituído fazendo o sifonamento por sucção.

Outros items importantes são os necessários ao engarrafamento, como:
– cravador de tampinhas

6 Responses to Montando a panelinha

  1. Wallynton Silveira disse:

    Fala sério né, perder 4 horas pra fazer 5L de cerveja? Depois mais uns 40 dias de fermentação/maturação pra ai sim ter na melhor das hipóteses 10 garrafas de cerveja. . .

    Tenho amigos que fazem 100L no apartamento. . . dá pra fazer 20L susse em qqr apartamento.

    5L de teste não dá pra nada, 20L já é pouco hein. . .

    • Wallynton, São visões diferentes. Cada um faz cerveja em lotes de 5l com um objetivo. Alguns para economizar espaço, outros para economizar dinheiro, outros pela trivialidade de se usar o fogão da cozinha com equipamento reduzido. Alguns, como eu, fazem para testar coisas novas e diferentes sem correr o risco de acabar jogando no ralo 50l de cerveja que não ficou boa. Depois de apresentar o equipamento de 5l descobri muita gente que queria fazer cerveja em casa mas não fazia por rejeitar montar um equipamento de 20l.
      Algumas pessoas querem fazer por fazer não para ter um estoque grande de cerveja em casa.

  2. Fabiano disse:

    A minha panela está a caminho. Vou deixar a bomba de aquário para a segunda fase. Para dizer a verdade, ainda não entendi como selar a bomba. Um tutorial for dummies seria interessante.
    A minha opção pela panela é essencialmente em razão da falta de espaço, tanto para guardar o equipamento, quanto para fazer a fermentação e maturação de forma controlada.
    Além disso, acho que esse sistema pode acelerar o aprendizado, por ser possível fazer mais vezes, e permite fazer mais experiências. Por exemplo, comprei insumos para fazer duas pale ales, sendo que a única diferença entre as duas é o tipo de fermento para ver a influência. É possível também fazer cervejas com um único tipo de malte e de lúpulo para conhecer melhor as características de cada um.
    Abraços

    • Fabiano,
      São exatamente essas as grandes vantagems da panelinha, fazer mais brassagem em menos tempo e com menos espaço.
      Sobre o tutorial da bomba de aquário é uma boa idéia mesmo. Vou ver se monto um.

      abraço

  3. Daniel Vargas disse:

    A minha opção por fazer 2,5 litros é essencialmente pela falta de espaço. Mas o vício de fazer cerveja falou mais alto e me arranjei com a espagueteira de 4l que tenho em casa! Na minha experiência com pico-brassagens (menores que nano cervejarias!), fiz a opção por fermentar numa garrafa de 5L de água e não usar airlock (pois não tenho altura suficiente no lugar onde faço a fermentação). Não senti nenhuma perda por isso, pois deixo a tampa suficientemente fechada para sair o CO2, as vezes tão apertado que o fermentador chega a apitar! Outro ponto que me pareceu melhor foi a escolha daquelas garrafas que já vem com a tampa (não sei o nome!) para engarrafar. Não é necessária uma grande quantidade e assim não preciso comprar tampinhas nem cravador! E viva o movimento dos 5L! Abraço!

  4. Fernando MDB disse:

    Faço brassagens de 50 litros e sinto a mesma dificuldade. Antes, quando comecei, minhas brassagens eram de 10 litros e eu pude estudar bastante, repetir muitas vezes a mesma receita, experimentar às vezes… enfim, brassagens extremamente pequenas são muito legais.

    Gostei da ideia da bomba de aquário para recircular na mostura. Quando montar minha versão repasso.

    Há um tempo também escrevi no meu blog um artigo sobre essa modalidade, apenas chamei de cerveja na panela de macarrão, é assim que comento com o pessoal que quer tentar fazer cerveja em casa, mas não sabe se vai gostar… todos gostam, ainda que alguns não continuem.
    Gostei demais dessa série de artigos daqui, muito mesmo.

    Obrigado pela disposição e partilhamento, abraço!

    O link para o artigo é http://www.oficinaeoficio.com/2012/10/brassagem-em-pequena-escala-4-litros.html

%d blogueiros gostam disto: